sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Centenário 2 x 1 Pequeriense - Primeiro jogo da decisão da Copa Heleno d...

Gol nos acréscimos dá vantagem do empate ao Centenário no 2° jogo da final. Veja os gols: Aos 48 do segundo tempo, Juninho PC colocou o Centenário em vantagem na disputa pelo título da Copa Heleno de Freitas, finalizando o placar em 2 a 1 sobre o Pequeriense. por Fernando Júnior – Atualizado em 01/10/12 fernandolelisjr@gmail.com Quando tudo caminhava para mais um empate comum no primeiro duelo da decisão, um chute certeiro mudou a circunstância para a partida decisiva. Muitos gols perdidos pelo Centenário e o adversário com inteligência saindo apenas nos contra-ataques, o jogo ficou típico de conhecedores do campo de batalha e oponentes, para na hora certa, que seria o segundo jogo, ter o decreto. Mas não foi bem assim que aconteceu e a tese de que a partida termina só quando o árbitro dá o apito final, se confirmou mais uma vez. Uma, duas,três, quatro chances claras de gol nos primeiros minutos. O centenário dominava o confronto, mas não marcava. O Pequeri, cauteloso, esperando o momento certo de contra-atacar, um jogo perigoso, por isso o cuidado de ambas as partes, porém, jogando em casa, o time sãojoanense tinha de cumprir com sua obrigação. O atacante Michel Lima foi quem teve as melhores oportunidades. Na primeira, livre de marcação, recebeu um belo cruzamento da direita, mas finalizou mal. Outro lançamento para o veloz jogador, só ele e o goleiro, toque por cima e bola pra linha de fundo. Bola parada na entrada da grande área, cobrança do goleiro Fábio, desvio na barreira, e rede balançando, mas pelo lado de fora. Não parecia ser um bom dia pro time da colina. De tanto tentar, a recompensa veio ainda na primeira etapa. Pela quarta vez, jogada pelo lado direito, cruzamento perfeito de Michel e Vagner finalizou, abrindo o placar. Alívio para o torcedor e jogadores que foram para o intervalo mais tranqüilos, na frente do marcador. Na etapa complementar, uma surpresa. Logo no começo o Pequeri tomou outra postura e esqueceu-se da cautela de time que joga fora de seus domínios. Partiu pra cima e fez um golaço depois de uma jogada individual do zagueiro Didi, que mais parecia um atacante habilidoso e ensaboado. Drible em cinco adversários e chute cruzado, no lugar certo e na hora certa, estava o artilheiro da copa, o camisa 9 Matheus, que só teve o trabalho de empurrar para o fundo do gol, igualando o placar. Depois do gol de empate, partida mais nervosa. Muitas faltas e cartões. Jogadas mais fortes de puro desespero. O centenário fez três substituições, o Pequeri apenas uma e quase vira o resultado. Rufino passou pelo goleiro Fábio, mas chutou fraco e em cima da linha, o zagueiro Júnior salvou. O representante de São João na competição jogava contra o relógio, já o adversário, sem nenhuma pressa. Tudo parecia terminar em um empate, deixando a disputa pelo título em aberto. Finalizados os 45 minutos do segundo tempo, o árbitro assinalou cinco nos acréscimos e quando faltavam apenas dois, veio o chute certeiro que mudou os esquemas do próximo confronto das equipes. Jogada individual de Vagner pela esquerda, chute forte e rebote do goleiro Negreti, a bola sobrou pra Juninho PC, que com a perna direita num chute certeiro, fechou o placar em 2 a 1, explodindo de alegria o Estádio Heleno de Freitas. Com esse placar, a A.A. Centenário joga pelo empate no dia 14 de outubro, em Pequeri. Não há saldo de gol e em caso de vitória do Pequeriense no tempo normal, independente do placar, o título será decidido nos pênaltis. O jogo não acontece no próximo domingo devido às eleições 2012. A Rádio Difusora transmite a decisão. Sintonize 1420 kHz ou acesse www.difusorasjn.com.br. Escalações: Centenário – Fábio;Farinha; Papito; Junior; Vinicius (Álvaro); Diego Torrada; Marcus Vinícius; Emiliano; Vagner (Sandro); Cotoco (Juninho PC); Michel Lima (Odair). Pequeriense – Negreti; Diogo; Luciano; Didi; Tiago; Bruno; Marquinho; Rodrigo; Budega (Reydner); Rufino; Matheus. Cartões: Amarelo: Farinha; Papito; Emiliano; Vagner; (A.A.C.) Bruno (P.F.C.)

Nenhum comentário: