segunda-feira, 9 de julho de 2012

São João vence no tempo normal, mas perde nos pênaltis - Laranjal é campeão!


Com gol do zagueiro Carlos Heleno, São João Nepomuceno venceu no tempo normal e levou a decisão para os pênaltis. Nas cobranças, deu Laranjal.

por Fernando Júnior – Atualizado em 09/07/12
fernandolelisjr@gmail.com



Ambas as torcidas dividiram o Estádio Firmo Dias em vermelho e azul, cores dos finalistas da Copa TV Integração de Futebol Regional. Na arquibancada principal, mais de 300 torcedores que saíram de São João, com destino à Laranjal, tomaram todos os lugares. Do outro lado, uma espécie de arquibancada improvisada, um barranco com direito a churrasco, foi o local escolhido pelos torcedores da casa, para dar o apoio necessário ao time.

Bandeiras e bexigas enfeitavam a cidade de Laranjal que recebeu o jogo decisivo da Copa. Com o placar de 1x0 no primeiro jogo, o E.C.Laranjal tinha a vantagem do empate e usufruindo do benefício, entrou em campo sem nenhuma pressa. A festa ficou do lado de fora do campo, pois quando a bola rolou, o clima era de rivalidade.

Nos minutos iniciais, como um bom mandante, a equipe vermelha e branca dominou a partida. O caminho mais curto para chegar ao gol que a equipe encontrou foi usando as laterais. Jogadas rápidas de linha como de fundo levavam perigo ao gol de Manga, porém, o que o time da casa não esperava, era o eficiente contra-ataque da equipe sãojonanese. Roubada de bola, arrancada seguida de chute forte, abria o placar favorável à S.J.N.

Carlos Heleno, improvisado de volante e capitão na ausência de Emiliano, fora da decisão por contusão, marcou o primeiro e único gol durante os 90 minutos. O jogador arrancou de trás do meio campo e só parou quando colocou a bola no fundo da rede. O zagueiro que tinha ficado fora do primeiro duelo por suspensão, voltou com tudo. Como ninguém parou o garoto, o xerife da defensiva de São João, arriscou só próximo da grande área e com um belo chute cruzado, tirou todas as chances do goleiro Bahia. Festa em azul e branco e certeza de que a disputa pelo título estava em aberto.

Após o gol, mais pressão do time da casa e ainda no primeiro tempo, uma substituição. O técnico Braz Fernandes tirou Juninho e colocou Thiago, dando mais velocidade a equipe. Foi a hora em que os jovens sãojoanenses provaram que também são experientes quando o assunto se trata de decisão. Sem desespero a equipe suportou bem até o fim dos 45 minutos iniciais.

Na volta do intervalo, já era de se esperar ataques massacrantes do E.C.Laranjal e o técnico Ayupe, não contava com a expulsão do camisa 10, Raniel. Rápido no gatilho, o treinador tirou Robô e colocou Juninho PC, para ajudar a equipe na marcação e manter o toque de bola quando possível. As torcidas que começaram a partida fazendo festa, agonizava do lado de fora do campo.

Jogando com inteligência, São João Nepomuceno passou a explorar os contra-ataques, mesmo com menos um jogador. Em uma arrancada do incansável Marcos Vinícius, o número de jogadores ficou igual. O zagueiro Gustavo deixou o braço no peito de Marcos, que sairia na cara do gol. Mais um vermelho no jogo, porém, mesmo assim, quem comandava era o Laranjal, que até o apito final atacou na tentativa do gol de empate.

O gol não saiu e a primeira missão foi completada com êxito por São João. A etapa mais temida foi vencida com merecidos aplausos das arquibancadas. Verdadeiros guerreiros  que lutaram até o fim. O resultado levou a disputa pelo título aos pênaltis. Momento de passar tranquilidade e confiança aos jogadores.

De um lado, a equipe que mais investiu financeiramente na Copa, com a folha salarial mais alta da atual edição. Do outro, um time de jovens unidos, que através de um trabalho social, onde o principal investimento é na vida do ser humano, deram os primeiros chutes na bola, com os conselhos de um verdadeiro profissional e vitorioso, Marco Aurélio Ayupe.

Fazendo jus ao ditado de que o futebol às vezes nos revela sua injustiça, não tinha pior maneira para o coração de decidir um campeão, mas no olhar de cada um dos sãojoanenses, já se fazia presente o sentimento de vitória, independente do resultado nas cobranças.

Com a bola na marca do pênalti, a seleção de Laranjal com vários jogadores profissionais, levou a melhor. O goleiro Bahia defendeu duas cobranças de S.J.N. e garantiu o título para o time mais caro da Copa TV Integração de Futebol regional. A equipe que até então estava invicta na competição, perdeu sua invencibilidade nos 90 minutos, para uma equipe que se resume em uma palavra: superação.

E.C.Laranjal: Rômulo (gol), Gleisson (gol), Fú (gol) e Gilcimar (gol)
São João Nepomuceno: Júnior Gielo (x), Michel Gielo (x), Juninho PC (gol).

Festa na pacata Laranjal que após bater duas vezes na trave, ficando com o vice-campeonato, dessa vez não deixou escapar. Reconhecimento dos amantes do esporte sãojoanense, que garantiu o segundo lugar da região, mais valorizado de todas as edições da extinta Copa TV Panorama, atual Copa TV Integração.

Reconhecimento de um trabalho profissional, obviamente com os variados frutos dentro de um grupo de jovens atletas, foi dessa maneira que os torcedores de São João receberam a equipe na cidade. Com carinho, admiração e muitos agradecimentos por honrar o nome do município, em toda a Zona da Mata. Veja as fotos da decisão:

Por Fernando Júnior






Nenhum comentário: