quarta-feira, 13 de abril de 2011

Nacional de Muriaé Sonha Inaugurar o Alencarzão



Desejo dos dirigentes é receber verba federal para prestar homenagem ao torcedor mais ilustre do clube mineiro, o ex-vice-presidente José Alencar.

A sociedade brasileira perdeu, na terça-feira, dia 29 de Março, um dos maiores expoentes da política nacional: José Alencar, de 79 anos. O ex-vice-presidente, depois de anos de batalha contra um câncer no abdómen, morreu após falência múltipla de órgãos. Alencar deixou órfã uma multidão de admiradores por todo o Brasil e, principalmente, em Muriaé. A cidade da Zona da Mata de Minas Gerais, distante 280 quilómetros da capital Belo Horizonte, cativou o político, além de abrigar um dos maiores amores de José Alencar: o Nacional.



Não houve uma única vez em que, perguntado sobre qual seria o time de futebol do coração, o ex-vice-presidente não mencionasse com orgulho o sentimento de amor ao Nacional, de Muriaé. O clube, praticamente esquecido no cenário esportivo do estado, tem apenas um título mineiro da segunda divisão, conquistado em 1969. Porém, nem por isso, José Alencar deixava de expressar toda a admiração, carinho e amor pelas cores do Nacional.

E agora esse amor deverá ser a mola propulsara capaz de realizar o sonho da modesta equipe mineira de voltar à elite do futebol estadual. Em Dezembro de 2009, já como vice-presidente da República, José Alencar encaminhou uma carta ao ministro dos esportes, Orlando Silva, solicitando ajuda financeira para o término da construção do novo estádio do Nacional e também do centro de treinamentos para profissionais e categorias de base

Nenhum comentário: